Rita Passos

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Bob Vieira recebe homenagem de Rita Passos na Assembleia Legislativa de São Paulo

Bob Vieira recebe homenagem de Rita Passos na Assembleia Legislativa de São Paulo

O cantor e compositor de música caipira de Itapetininga, Luiz Antonio Vieira (Bob Vieira) recebeu, nesta sexta-feira (06/04), o “Prêmio Inezita Barroso – 2ª Edição 2018” em sessão solene realizada na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. A indicação do cantor ao prêmio foi feita pela deputada estadual Rita Passos (PSD) membro da Comissão de Educação e Cultura da Alesp. Além do Bob Vieira, receberam a homenagem outras nove personalidades que se destacaram pela contribuição à música caipira de raiz.

Bob Vieira recebeu na tribuna pelas mãos da deputada Rita a placa do prêmio e agradeceu a parlamentar pela indicação. “Agradeço especialmente a deputada Rita Passos que descobriu esse trabalho que faço em minha cidade e fez a indicação para esse importante prêmio. Isso é um reconhecimento do trabalho realizado em valorizar a nossa cultura caipira”, afirmou Bob.

Rita Passos enalteceu o talento de Bob Vieira, e falou sobre a importância da cultura caipira. “A música caipira faz parte da nossa identidade e ela não pode morrer, e eu fico muito feliz de ter indicado o Bob Vieira para esse prêmio. Ele é extremamente empenhado em divulgar a musica caipira de raiz”, destacou Rita.

Há 30 anos o cantor divulga as tradições caipiras em apresentações em escolas e entidades para o público infantil. Em seu trabalho Bob conta causos, faz rimas e desperta as crianças para o universo caipira de forma divertida e interativa. O cantor tem CD e livros publicados sobre rimas.

O Prêmio Inezita Barroso tem como principal objetivo homenagear personalidades que se destacaram na sociedade em razão de sua contribuição com a música caipira de raiz e qualquer outra forma de arte genuinamente popular que a complemente.

Os homenageados desse ano foram: Coral Sertanejo do Clube da Viola de Bauru, José Fortuna (in memoriam) de Itápolis, Mestre Lica (José Francisco de Paula Lica) de Taubaté, Bob Vieira (Luiz Antônio Vieira) de Itapetininga, Orquestra Penapolense de Música de Raiz de Penápoles, Programa Laços da Terra de Ribeirão Preto, Tião Ribeiro e Projeto Cultura Pura de Salto, Sebastião Vitor Rosa (Tião Mineiro) de Campinas, Valdemar Alves dos Reis de Araçatuba e Companhia Cênica de São José do Rio Preto.

Inezita Barroso foi cantora, atriz, instrumentista, bibliotecária, folclorista, professora e apresentadora de rádio e televisão. Recebeu o troféu Roquette Pinto como melhor cantora de rádio; o prêmio Guarani, como melhor cantora em disco, além do prêmio Saci de Cinema. Em 2003, foi condecorada com a medalha Ipiranga, recebendo o título de comendadora da música raiz. Inezita foi apresentadora de um dos programas mais tradicionais de música caipira na televisão brasileira, o Vila Minha Viola exibido pela TV Cultura. A cantora faleceu em 2015, aos noventa anos, devido a uma insuficiência respiratória.